Quando é a hora de seguir em frente e buscar outro emprego?

Hoje uma grande amiga me mandou um e-mail, toda chateada, me contando algumas coisas pelas quais ela está passando no trabalho. Ela terminou o e-mail me perguntando: “e aí, Sílvia, será que é hora de eu começar a procurar outra coisa?”

O mais engraçado é que eu acho que, ao me perguntar isso, ela já sabia a resposta. Ela mesma me deu os motivos da sua decisão ainda não tomada: não se sente valorizada, não recebe um feedback condizente com as atitudes de seus superiores, não confia nas decisões que a empresa está tomando, não tem mais vontade nenhuma de pegar o carro e ir trabalhar…

Qualquer emprego vai ter várias coisas de que a gente gosta e outras que a gente não gosta nem um pouquinho. Ter preguiça de ir trabalhar de vez em quando na segunda-feira ou ficar irritado com uma reunião ou com uma decisão do chefe não é motivo pra pedir demissão.

Mas quando as decisões da empresa vão contra os seus valores, quando você vê que tanto você como os seus colegas são desrespeitados ou quando você contribui com ideias importantes, recebe bom feedback e mesmo assim, depois de anos, você ainda continua no mesmo lugar, aí sabemos que tem alguma coisa errada.

Aí você decide fazer a sua parte e leva o assunto adiante e decide conversar com os líderes para tenta buscar soluções, e ainda assim, nada muda. E, quando você percebe, a vontade de não ir trabalhar não é mais somente na segunda-feira pela manhã. É todos os dias. E tem gente que fica até doente. E há outros que simplesmente passam a não se importar com o trabalho que está fazendo. Passam a nem quererem saber se estão cometendo erros ou fazendo um trabalho de má qualidade.

E é aí justamente que a coisa fica mais complicada: porque deixamos o ambiente ruim no trabalho afastar o bom profissional que existe dentro de nós e depois, quando decidimos finalmente pedir demissão, pode ser que ele demore a aparecer de novo para nos ajudar a conseguir um novo emprego.

Ou seja, temos que ter paciência e tentar resolver, mas não podemos deixar as coisas chegarem a um ponto insustentável. A verdade é que não tem hora certa. E muito menos existe uma razão fundamental pra tomar a decisão de pedir demissão. Mas a gente sente. E, na maioria das vezes, quando a gente pergunta a alguém se está na hora é porque no fundo a gente já sabe que essa hora  chegou. E aí é só se planejar para esse momento… mas isso já é assunto pra um próximo post!

2 Responses to Quando é a hora de seguir em frente e buscar outro emprego?

  1. simone disse:

    Bem o momento pelo qual estou passando! Leu minha mente!!!!!

  2. Ozanir Roberti martins disse:

    Sinal dos tempos! No passado, o grande profissional era aquele que passava toda a sua vida de trabalhador numa empresa. Era valorizado e admirado por isso. Hoje, os jovens têm muito mais coragem do que as gerações passadas. Simplesmente, ‘demitem o patrão’… Isso é fantástico! Devem ser bem mais felizes. Não que eu precise disso, felizmente… No entanto, gostaria de ter a certeza de vocês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *