Eslováquia: você já pensou em ir?

 

O que você sabe sobre a Eslováquia? Você, por um acaso, já pensou em ir a Bratislava algum dia? Bem, eu quase nada sabia e não, nunca tinha pensado em ir.

Até o momento da minha visita, tudo o que sabia sobre o local tinha sido uma brincadeira feita em um filme chamado Eurotrip, onde um grupo de adolescentes acaba indo parar em Bratislava por acaso. O filme, por sinal, mostra uma cidade detonada, feia, antiquada, suja… enfim, nada a ver com a realidade que eu conheci.

Resolvemos conhecer Bratislava quando estávamos em Vienna. Seria somente uma hora de barco pelo Rio Danúbio e estaríamos na Eslováquia. Claro que decidimos ir! Encontramos uma cidade simples e bonita às margens do Danúbio. O castelo de Bratislava, lá no alto, domina a paisagem. Na margem esquerda do rio. Na margem direita, dominando o visual, está a ponte nova (Nový most), com o estiloso restaurante UFO no topo.

Num primeiro momento, nos empolgamos com o alfabeto. Há muitos acentos gráficos em tudo quanto é letra! Impossível entender o que está escrito. Lembra a língua russa, mas definitivamente não é russo!

Bem, passeamos pela região próxima à cidade antiga. Infelizmente, não tínhamos muito tempo até o barco nos levar de volta à Áustria, mas conseguimos passear e conhecer (ao menos por fora) o Teatro Nacional Eslovaco e o Museu Nacional Eslovaco, além de admirar esculturas modernas ao longo da rua de pedestres cujo nome é o singelo  Hviezdoslavovo námestie. Apesar do nome difícil, é um local bem agradável de se passear, com muitos bares e restaurantes ao longo. Além de lojinhas e uma meia dúzia de barraquinhas vendendo bugigangas (o que nós, brasileiros, adoramos)!

Passamos também por uma universidade de arquitetura bonita e antiga e também por algumas igrejas. Eu gostei muito de Bratislava, mas não sei se, pelo clima nublado ou pela cor das construções, a achei um pouco cinza. Talvez fosse pelo seu passado comunista, já que o vermelho desbotou…

Conforme a hora avançava, meu marido começava a insistir mais incisivamente para que dormíssemos por lá. Para me convencer, mostrou o elegante hotel Carlton, da rede Radisson. Realmente a proposta era tentadora, mas mesmo assim pegamos o barco e fomos embora. Mas agora com a certeza de que o filme Eurotrip tinha sido mesmo muito maldoso ao retratar Bratislava como uma antiquada cidade do leste europeu parada no tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *