Santiago do Chile

DSCN2864

DSC04183

Este post sobre Santiago estou escrevendo em homenagem a uma grande amiga que está pensando em ir até lá nas suas próximas férias, em maio.

Já estive na Cidade de Santiago, no Chile, 3 vezes diferentes. Óbvio que cada uma teve um sabor diferente, dependendo do momento que estava sendo vivido. No relato, dividirei cada vez pelo hotel em que me hospedei, em ordem cronológica.

DSC04199

1)      Crowne Plaza – Talvez tenha sido a mais especial, pois foi a primeira vez que eu fui. Quando você não conhece um lugar e tudo é novidade, é claro que marca mais.

Fomos em um feriado de Corpus Christi, ou seja, eram poucos dias e queríamos ver o máximo naquele tempo curto. Logo no primeiro dia fizemos o city tour básico pela cidade. Eu havia comprado os passeios com uma agência daqui do Rio mesmo. Assim, a agência chilena passou no hotel com uma van e nos levou  direto à Praça de Armas, onde pudemos ver a troca de guarda. Fica bem cheio e é legal, se você nunca viu, mas é um pouco demorado. Se quiser assistir, é importante ver dias e horários em que esta troca da guarda acontece. Dali, fomos ao prédio dos correios (Correo Central), antigo e bem bonito, vimos a Iglesia de San Francisco (construída entre os anos 1572 a 1618), muito bonita, mas não entramos desta vez. Na verdade, a excitação toda estava no passeio posterior a este, que era subir até o Valle Nevado, onde poderíamos ver neve. No meu caso, seria a primeira vez. Não vou entrar em detalhes sobre o Valle Nevado aqui, pois ele merece um post a parte. Mas, enfim, este é um passeio imperdível a quem vai para Santiago. Nas vezes em que fui, havia neve. Mas não sei informar se nos meses fora do inverno a neve permanece, pelo menos no topo das montanhas…

DSC04196

O city tour também nos levou ao Cerro San Cristóbal, um dos pontos mais altos da cidade, onde podíamos ter uma visão panorâmica. O dia estava nublado e talvez por isso não tenha sido tão legal assim. Lá em cima há a estátua de uma santa. É possível chegar usando um funicular, mas nós subimos na van do city tour mesmo.

No dia seguinte, tínhamos agendado e pago ainda no Brasil os clássicos passeios a Viña Del Mar e Valparaíso. Mesmo assim, desistimos do roteiro prévio e agendamos com um taxista para que ele nos levasse a outra estação de esqui. A escolhida foi Portillo. Bem mais distante que Valle Nevado, mas infinitamente mais linda. Vale a pena se você tiver tempo, pois é longe. Mas, no nosso caso, valeu cada km percorrido e cada curva revirada na estrada. É um local lindo e o hotel que existe lá é muito bom. Almoçamos por lá mesmo e a comida era maravilhosa.

DSCN4486

Nosso hotel era bem central e nós jantamos muito bem em lugares próximos, no bairro Bellavista. Lembro também de termos circulado por uma feirinha simplesinha, mas bem legal perto destes restaurantes. Uma outra noite fomos jantar no centro gastronômico BordeRío, um lugar imperdível, que realmente vale a pena! No nosso caso, jantamos no restaurante El Apero, tipicamente chileno, e, durante o jantar, ainda houve a apresentação de um show folclórico. Fomos convidados por familiares nossos que, na ocasião, moravam na cidade. Ótima escolha deles. Se bem que, em todos os restaurantes, priorizei peixes da região e purê de batata. Em todos os momentos, minha escolha não tinha como ser mais acertada. Na última noite fomos passear também pelo shopping Parque Arauco, onde jantamos em um restaurante japonês. O shopping é bem legal, com uma arquitetura interessante.

No hotel, aproveitamos ainda o Spa, que era excelente. Chegar cansada dos passeios e conseguir curtir uma sauninha e uma hidro no SPA era muito bom!

Durante nossa primeira visita à cidade, o que realmente encanta é ver a cidade toda rodeada de montanhas nevadas. É lindo! Não tem nada parecido no Brasil. Você ver a cidade e, ao redor, aquelas montanhas… Pra mim, é o melhor de Santiago.

 

2)      Hotel Holiday Inn Aeroporto – não conta, pois foi somente uma noite que ficamos na cidade, aguardando nosso voo no dia seguinte para Calama.

SONY DSC

3)      Radisson Santiago – Na minha opinião, um dos melhores hotéis e um dos melhores bairros para se hospedar na cidade. Fica em Vitacura. A sensação que se tem é que estamos quase no sopé das montanhas nevadas. E acho que é bem isso mesmo. Aproveitamos esta estada para irmos a duas estações de esqui diferentes: Farellones e El Colorado. Se quiser conhecê-las, se prepare: são muitas curvas… Para quem enjoa, como eu, sugiro tomar um dramin antes de subir. Embora fiquem a poucos km de Santiago, são mesmo muitas curvas. E super sinuosas. Desta vez não aproveitamos muito a cidade. Somente as estações com neve e o Spa do hotel, com sua sauna e sua piscina térmica no topo do prédio, de onde se tem uma linda vista da cidade.

 

4)      Sheraton Conventions – estivemos também por uma noite apenas, em transfer de voo de Los Angeles para o Rio. Portanto, nem pudemos curtir a cidade.

DSC04225

 DSC02934

5)      Marriott Santiago – Viagem que fiz em comemoração ao meu aniversário. Fui com meu marido, meus pais e meu afilhado. Também, por causa disso, foi muito especial. Porém, por ser somente um fim de semana, tudo precisou ser feito de forma meio acelerada. Contratei um city tour já daqui do Brasil. A van nos pegou no hotel e levou para a Praça de Armas e por aqueles prédios históricos do centro. Desta vez, entramos na igreja de São Francisco. É linda por dentro também. De lá, fomos ao cerro Santa Lucia, fundado em 1541, e que eu achei beeeeem mais bonito do que o San Cristóbal. Tem umas construções bonitas lá em cima e a vista também é legal. Fomos ainda a umas lojas que vendem produtos de cobre e de lapis lazuli, matérias primas típicas da região. À tarde fomos ao Shopping Parque Arauco de novo, com preços excelentes se compararmos aos nossos preços aqui no Brasil. No dia seguinte, optamos por ir às estações de esqui, que sempre são “O” passeio estando em Santiago. Fomos novamente ao Valle Nevado e depois a Farellones.

DSC04243

 DSC04203

Mesmo tendo ido 3 vezes a Santiago, sei que falta muito o que conhecer na cidade, como  o Centro Cultural Gabriel Mistral, o Museo de Bellas Artes, o Mercado Central, a casa de Pablo Neruda… além do clássico passeio pela vinícola Concha y Toro. Mas eles ficam guardados para uma próxima vez, que, eu espero, aconteça.

 

3 Responses to Santiago do Chile

  1. Aline grillo disse:

    Oi amiga, hj mesmo te escrevi pedindo suas informações… Como sempre uma fofa, saudades e obrigada, Bjs

    • simone disse:

      O psicólogo pode entrar em contato com meu médico?

      Sim, se necessário pode acontecer de o psicólogo entrar em contato com o médico ou com outros profissionais de saúde que também estejam responsáveis por cuidados com o paciente. Isso pode ocorrer para que trabalhem juntos, de forma multiprofissional, a fim de integralizar as ações e ampliar a qualidade do tratamento.

  2. simone disse:

    Amiga linda, amei seu comentário!!! Tenho certeza de que vc vai aproveitar muito as suas férias! Ainda mais que vc estará cercada de pessoas especiais e, na verdade, é isso que faz a viagem ser inesquecível!!! Aproveite e depois volta aqui e deixa seu comentário sobre como foi e, claro, suas dicas!!!! Mil bjs e muita saudade de vc!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *