Os lindos calanques de Marselha, França

DSC02216DSC02219

Quando pensamos em turismo na França, obviamente, a primeira imagem que vem à mente é a famosa Torrei Eiffel e outros ícones de Paris. Num segundo momento, aí sim, podem começar a pipocar na mente imagens de campos de lavanda, num cenário da Provence…

DSC02237

Dificilmente, de primeira, se pensa em um passeio ao mar quando se fala em turismo na França. Mas a verdade é que um dos lugares mais bonitos que já visitei fica justamente na costa francesa, no coração da Provence, na maior cidade do sul da França. DSC02188 Marselha não é realmente, nem de perto, tão linda como outras famosas cidades francesas… Tem seu charme, obviamente, mas seu encanto não está mesmo na cidade, e sim no mar: nos Calanques, formações rochosas de calcário (por isso têm uma cor clara, tão linda) que emergem do mar de um verde/azul tão lindo. DSC02194DSC02209                     Quando visitei Marselha, era verão. O dia estava lindo, muito sol e sem nenhuma nuvem no céu… Coloquei um vestido bem fresquinho, branco e fui passear de barco. Não sabia eu que estava fazendo 18 graus, e que na beira do mar soprava um vento gelado cortante. Me embrulhei nas toalhas que havíamos levado, e seguimos caminhando até o Vieux-port, de onde saem os barcos turísticos para passear pelos Calanques. DSC02177 O vieux-port é o lugar turístico por natureza de Marselha. É ali que dá pra passear, comprar sabonetes e sachês com aroma de lavanda em uma feirinha super agradável, e, claro, almoçar ou tomar um café nos inúmeros restaurantes do velho porto. A imagem é bem charmosa: uma quantidade impressionante de pequenos barcos atracados e, ao redor, construções históricas charmosas. DSC02232 Mas não se deixe enganar pelo cenário idílico. Quando lá estive, enquanto almoçava em um desses restaurantinhos do vieux-port, após uma apresentação de capoeira que estava acontecendo ali próximo, na rua, uma pessoa começou a gritar, pois havia tido sua carteira roubada. DSC02229 Bem, mas vamos ao passeio aos Calanques. Em primeiro lugar, um aviso: se você enjoa fácil em barcos, não se esqueça de tomar um Dramin. O mar, devido ao vento que sopra da África, mexe e remexe a embarcação o tempo todo. Não sei se todos os dias é assim, mas, sinceramente, eu não arriscaria. Eu mesma esqueci de tomar o remédio e passei muito mal, várias vezes! DSC02222 O que não me impediu de aproveitar o visual incrível… Assim que o barco se afasta do porto, é possível ver a ilha onde está o Château d´If, a antiga prisão que inspirou Alexandre Dumas a escrever “O Conde de Monte Cristo”.  Há visitas guiadas para lá. Mas, como esse não era o objetivo do nosso passeio, o barco segue viagem e começam a surgir enormes pedras de calcário, algumas com disposições tão curiosas que criam praias semiprivadas, com um ou no máximo 2 barcos atracados . DSC02227 Há um ou outro restaurante no alto de algumas pedras, e também nos deparamos com pessoas que tomam sol mais à vontade no alto de um ou outro pequeno calanque… Cabe se perguntar como chegaram ali, quando não há nenhum barco atracado ali por perto… Percebo apenas como são felizes por terem um calanque particular para ficar se aquecendo ao sol da provence, com aquele mar tão lindo ao redor.   DSC02183

2 Responses to Os lindos calanques de Marselha, França

  1. Silvia disse:

    Infelizmente, pra mim, Marseille vai ser sempre o lugar em que fui assaltada… mas eu me lembro de como achei lindo o mar e os calanques…

  2. Simone disse:

    Verdade… as experiências que temos nos lugares marcam! Mas sei que Marseille é mesmo um lugar onde é preciso tomar muito cuidado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *