Arquivos: gastronomia

Sobremesa de chocolate sem leite

Após descobrir que talvez minha filha de 4 meses tenha alergia à proteína do leite, precisei fazer uma dieta sem poder ingerir nada que levasse leite e alguns derivados.

Dieta bem difícil para alguém cuja alimentação proteica é bem precária, estando a ingesta de proteína basicamente restrita justamente ao… leite!

Pesquisando sobre comidas possíveis, me deparei com um livro de receitas bem interessante: “100 receitas sem leite e derivados”, de Sabrina Sedlmayer. Bem, após esse título totalmente autoexplicativo, coloco aqui uma das que mais me agradou. Dá para fazer adaptações, e não é muito complicada.

Vamos a ela:

PETIT GATEAU SEM LEITE E DERIVADOS

Você vai precisar de:

Para a massa:

4 claras

2 xícaras (chá) de açúcar refinado

3 colheres (sopa) de cacau em pó solúvel (detalhe: o Nescau sem ser light, não leva leite e derivados! Portanto, pode usar. O light leva leite! Não use!)

2 xícaras (chá) de farinha de trigo

1 colher (sobremesa) de bicarbonato

 

Para a calda:

1 barra de chocolate extra-amargo (100 g de chocolate amargo a partir de 70% de cacau, ou chocolate de soja)

½ xícara (chá) de água

2 colheres (sopa) de açúcar

 

Como fazer:

1- Em uma batedeira, bata as claras em neve e adicione uma xícara de açúcar. Vai batendo até obter um creme firme.

2 – Em outro recipiente, junte a farinha de trigo ao cacau e misture bem.

3 – Adicione então as claras a essa mistura da farinha com cacau e, por último, o fermento em pó.

4 – Unte forminhas pequenas com óleo.

5 – Asse essa mistura em forno preaquecido a 200 graus.

6 – Verifique o cozimento após 15 minutos.

7 – Para a calda, é só derreter o chocolate no micro-ondas e adicionar um pouco de açúcar e água.

 

O bolo não, mas calda fica meio amarga (beeeeem amarga, na verdade). Quem não gosta muito de chocolate amargo, pode colocar calda de amora ou de frutas vermelhas, que também fica uma delícia…

 

 

Nhoque da fortuna… uma lenda deliciosa!

Tradicionalmente originário do norte da Itália, o nhoque é tido por alguns historiadores como o prato mais antigo da região. Afirma-se que os antigos romanos já saboreavam essa massa desde o século X antes de Cristo.

Já em relação à lenda do nhoque da fortuna, conta a história que em um dia 29 de dezembro, entre os séculos III e IV, um andarilho (que havia sido médico do imperador romano Maximiano e mais tarde seria canonizado pela igreja como São Pantaleão) vagava por um vilarejo da Itália.

Faminto, ele teria batido na porta de uma das casas do local em busca de comida. Apesar de muito humilde, a família que o atendeu dividiu sua simples refeição com ele. Cada pessoa da mesa teve direito a  apenas sete bolinhas de nhoque.Após comer, São Pantaleão agradeceu aos anfitriões e se despediu.

Ao recolherem os pratos, os donos da casa tiveram a feliz surpresa de encontrar moedas de ouro embaixo de cada um deles.

Seguindo a tradição do nhoque da fortuna, que tal no próximo dia 29 experimentar o prato abaixo com a nota de maior valor que você tiver embaixo do prato?

NHOQUE AO MOLHO DE FRANGO

Você vai precisar de:

  • 500g de nhoque pronto
  • 300 g de frango desfiado pré-cozido
  • 500ml de creme de leite fresco
  • 100g de cenoura ralada
  • 150g de um pacote de vinagrete desidratado
  • Tempero desidratado
  • Provolone ralado
  • Azeite
  • Sal

Como fazer:

  1. Coloque o nhoque no refratário e reserve.
  2. Refogue o vinagrete e a cenoura no azeite.
  3. Acrescente no refogado o frango desfiado e o      tempero desidratado.
  4. Acrescente agora ao refogado creme de leite e sal      a gosto.
  5. Coloque o molho por cima do nhoque.
  6. Polvilhe com queijo ralado
  7. Leve ao forno para gratinar por 10 minutos.
  8. Está pronto! E não se esqueça de colocar uma nota      de dinheiro embaixo do prato para garantir prosperidade no mês seguinte!

Lembrando que isso é apenas uma lenda… Garantia nenhuma que dê certo! Mas só o fato de poder saborear um delicioso nhoque, pra mim, já é uma grande sorte!